Para desenhar e executar a caixa cênica do Teatro Solar foi destacado um expert no assunto: Pedro Lessa, profissional com mais de 30 anos de estrada, responsável pela SALESSA Associados. Com 8m de boca de cena e 6 de profundidade o palco do Teatro Solar foi todo construído em quarteladas (divisões de piso que permitem a abertura de alçapões de entrada e saída de cena). Nove metros acima do palco e cobrindo toda a sua extensão, foi construído um gride metálico (urdimento) com 2m de altura e três varandas de circulação para manobras técnicas. A estrutura comporta doze varas móveis – três de luz, contrapesadas (com capacidade para 300Kg), e nove varas manuais para cenários (com capacidade para 150Kg) – , além de uma americana (estrutura especial para fixar uma cortina de boca de cena, que permite o seu recolhimento para cima, caso o espetáculo seja realizado com cena aberta). Uma vara de luz frontal, fixada no teto, na parte mais alta da platéia superior, complementa a mecânica cênica do Teatro Solar.