Boca Livre

2018 começa animado, com uma mini temporada do grupo vocal Boca Livre, formado por Zé Renato (voz, violão), Lourenço Baeta (voz, violão, flauta), David Tygel (voz, viola de 10) e Mauricio Maestro (voz, baixo e arranjos vocais). O show fecha o ciclo de "AMIZADE", álbum de 2013 que rendeu uma série de apresentações de muito sucesso por todo o Brasil. O Boca Livre sempre deixou sua marca no verão carioca desde o lançamento de seu primeiro disco, independente, em temporadas que se tornaram obrigatórias a cada janeiro no Rio. Para o Teatro Solar, o repertório surge renovado, principalmente pela participação de vários amigos, novos e antigos. A festa começa no dia 11 com Geraldo Azevedo, compositor, músico e intérprete que protagonizou momentos importantes ao lado do Boca Livre. No dia de seu aniversário, Geraldinho divide com o Boca seus clássicos "Barcarola do São Francisco” e “Caravana”, ambos gravados pelo grupo, além de outras composições deste grande artista brasileiro. Para termos ideia da importância desta amizade, basta olhar a contracapa de "INCLINAÇÕES MUSICAIS", álbum de 1981 de Geraldinho, que revela, entre as suas diversas influências, o primeiro disco do Boca Livre. Outro amigo de muitos anos é Moska, convidado do dia 13, ele que já havia participado do álbum "BOCA LIVRE 20 ANOS CONVIDA" gravando “Diana”, de Toninho Horta e Fernando Brant, um dos clássicos do repertório do Boca. Além dela, Moska promete fazer uma farra daquelas no palco, dado o carinho mútuo existente entre o grupo e este artista tão instigante e provocador. A nova geração estará representada por dois nomes que, desde o berço, estabeleceram ligações afetivas com a música do Boca Livre. O primeiro é Gabriel Leone, jovem e promissor ator que encantou o Boca com uma interpretação de "Benefício", canção de Zé Renato e Hamilton Vaz Pereira gravada pelo grupo no disco "BOCA LIVRE EM CONCERTO". Ele participará do show do dia 12. Depois será a vez de João Cavalcanti, talento precoce da música brasileira e compositor solicitado por grandes nomes, tendo inclusive o próprio Zé Renato como um de seus parceiros. João é filho de Lenine, artista com história intimamente ligada à gênese do Boca Livre, e trará o frescor de sua musicalidade para o show do dia 14 de janeiro, que encerra a temporada. As canções que fizeram parte da história do grupo como “Toada”, “Quem Tem a Viola”, “Mistérios” e “Ponta de Areia” estão garantidas no show, ao lado de novidades que o Boca Livre prepara para lançamento em breve. Venha para o Teatro Solar em janeiro!

 

 

 

SERVIÇO: Dias 11, 12 e 13/01 (quinta a sábado) às 21h e 14/01 (domingo) às 20h.

Ingressos: R$ 80,00 (inteira), R$ 40,00 (meia) e R$ 50 (ingresso solidário: com 1kg de alimento não-perecível)

Local: Teatro Solar de Botafogo (Rua General Polidoro, 180 - Botafogo/Rio de Janeiro)

Compartilhar
Um homem, duas mulheres, três histórias
02.11 - 02.12
Luiza Meiodavila
22.11
Hotelo
24.11
Ícones do progressivo
29.11
Dramaturgias do corpoespaço com Marcelo Aquino
12.09 - 20.12
Zanzibar
21.11
Dan Torres
30.11
Aventuras caninas
17.11 - 18.11
Exposição "uns dias mais, uns dias menos" de Luciana Maia
23.10 - 21.11
Priscila Tossan
16.11
Estação Lunar
01.12
Jorge Vadio
23.11
Manu Gavassi
15.12